terça-feira, 6 de abril de 2010

Welcome to the jungle!

Neste feriadão de páscoa aproveitei para dar uma de turísta na minha própria cidade (cidade nova, ok!). 
Aproveitando todas as belezas naturais de Manaus para fazer váaarios passeios fantásticos.
O primeiro passeio foi o famoso "Encontro das Águas". O Rio Negro e o Rio Solimões se encontram e correm, por mais ou menos 6km, lado a lado, sem se misturar. Isso se dá devido a diferença de temperatura e velocidades entre as águas de cada rio. O Rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 22°C, enquanto que o Rio Solimões corre de 4 a 6 km/h a uma temperatura de 28°C. 
As águas do Rio Negro são escuras, cor de coca-cola, e as do Rio Solimões são barrentas.

O Encontro!

Além de ir de Barco até o encontro das águas, no passeio vamos ouvindo um pouco da história da cidade e vendo os costumes de um povo que vive à beira de um dos maiores rios do mundo. Ao longo do Rio podemos ver postos de gasolina para os barcos, assim, bem no meio do rio mesmo!

 Olha o posto de gasolina para barcos! Tem até lojinha de conveniência!!!

Comunidades ribeirinhas

No passeio coordenado pela empresa Amazon Explorers, os turistas são levados para o meio da floresta inundada para ver a mística Vitória Régia, uma planta aquática típica da região amazonense. As folhas da planta podem chegar a ter 2,5 metros de diâmetro e suportar até 40 quilos. Se você der sorte ainda consegue ver algum jacaré repousando sobre uma das folhas.

 Estão vendo um filhotinho de jacaré em cima de uma das folhas da Vitória Régia?

No mesmo passeio pegamos um barco menor e podemos passear no meio da floresta através dos igarapés, avistando todo tipo de vegetação da floresta amazônica, ouvindo os bichos da floresta e sentindo o cheirinho gostoso de mato molhado!

 Era com os cons das batidas nestas árvores que as tribos índigenas amazônicas se comunicavam antigamente.

As paradas para ver o gigantesco e magnifico peixe amazônico, o Pirarucu, um dos maiores peixes do mundo podendo chegar a medir 3 metros de comprimento, e passear pelas feirinhas de artesanatos indígineas também são obrigatórias!

 Eis o rei dos rios amazônicos, o Pirarucu com suas escamas gigantes e sua calda vermelha

 Um pouco do artesanato feito com semesntes, escamas de pirarucu e madeira

Duas crianças vestidas de índiozinhos para tirar fotos com os turístas, reparem no batom usado como urucum no rosto dela.

O Passeio foi ótimo, mas nesse tipo de "aventura" a gente pouco pode se importar com o vento que deixa o cabelo esquisito, a chuva fina que cai e as roupas precisam ser confortáveis, por isso fiquem com o meu look turísta na selva:



E esse foi o passeio da sexta-feira! No sábado teve mais!!! =D

Um comentário:

Alinhada // Caroline Monteiro disse...

:) q bom te ver bem por aki! adorei as fotos!